Minha garrafa, minha vida

O programa surgiu através da ONG EcoTec, localizada em Honduras. Aos poucos foi se propagando e hoje já existem diversas edificações com vedações em garrafas PET e também de vidro, como garrafas de cerveja e vinho. As fotos a seguir são de uma casa em Warnes, na Bolívia. "A organização comandada pelo alemão Andreas Froese além de construir obras de moradia e infra-estrutura, faz um trabalho de capacitação nas comunidades onde atua." Ao que parece, a estrutura é autônoma convencional de concreto e as instalações passam pelo reboco. Esquadrias comumente aplicadas, assim como os revestimentos. Uma iniciativa bacana, que deveria ser utilizada com mais frequência. E viva os 3R: reduzir, reutilizar e reciclar! Dica da Lucília Rodrigues, e demais informações via youpode. Será que esquenta? Hehe
Boa semana a todos!















































6 comentários:

Victória disse...

Muito legal o artigo! Incrível o que se pode fazer com essas garrafas pra reciclar .. E a casa ficou muito linda! Adorei :)

Mônica Nassar disse...

As garrafas pet também podem ser utilizadas no interior das residências. Basta usar um pouquinho de criatividade para transformá-las em móveis, luminárias e demais objetos decorativos. Arrasou no post, amiga! E viva os 3R!

Seid disse...

oie......adorei ........queria saber se as garrafas são vazias,,parece que tem areia dentro...
elas não amassam quando colocam a masa em cima?

cuka* disse...

Olá seid! elas são preenchidas com areia sim, não tem resistência o suficiente para aguentar o peso da parede inteira. por isso não amassam ao fim!

Marta disse...

Gostei não só da reciclagem mas da architetura com flores.

Cristiane disse...

Boa tarde, sou enfermeira e acadêmica de Ciências Biológicas e gostaria muito de saber maiores detalhes sobre o tipo de argamassa que foi usada para a construção dessas casas. Achei seu projeto incrível e gostaria de saber mais sobre o seu trabalho. Obrigada,Cristiane S. B. de Paula(enfa_cris@ig.com.br)