Swiss Re


Do arquiteto Norman Foster, o Swiss Re, também conhecido como 30 St Mary Axe, é o primeiro arranha-céu sustentável de Londres. Ele está localizado no centro financeiro da capital inglesa e possui 180m de altura, o equivalente a 40 pavimentos, soluções vanguardistas do ponto de vista ambiental, tecnológico, arquitetônico e social. Além de ser um lugar de trabalho notável, fornece um espaço altamente flexível e vistas espetaculares da cidade.
O gherkin foi constrúido no terreno que abrigava o Baltic Exchange - sede do mercado global de vendas e informações marítimas. Em 1992, o IRA detonou uma bomba, danificando o exchange e os edifícios vizinhos.
Seu formato inusitado de destaca na paisagem londrina. O corpo cilíndrico oferece melhor resistência às cargas dos ventos. A cortina de vidro duplo - com estrutura em aço de alta resistência de malha triangular - possui micro-perfurações que permitem que o edifício respire.
A abertura das janelas é controlada por computadores conectados a estações de controle de temperatura, preciptações pluviométricas, intensidade do sol e velocidade do vento.
O núcleo do edifício é espiralado, formando poços de luz que direcionam a luz e a troca de ar para os ambientes de trabalho.

O consumo energétido do edicício é 50% menor que o consumo de prédios de mesmo porte com estrutura tradicional.

Sua circulação vertical é feita por um elevador de alta velocidade com capacidade para mais de 350 passageiros. A garagem é externa, de nível elevado, integrada com o interior pelo elevador.

*para mais informações, fazer o pedido por e-mail.



3 comentários:

Mah Marino disse...

É um dos edifícios mais marcantes da paisagem de Londres... devo confessar que sou suspeita pra falar de qualquer projeto do Foster, gosto da maioria deles...
Mas em suma, c'est fantastique!

cuka* disse...

dá-lhe pepinãaaaao! foster arrasa!

Mônica Nassar disse...

Nossa! Demaaaaaaais!!!!! Também sou super suspeita pra falar. A minha relação com o Foster foi paixão a primeira vista!!! haha